quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Edir Macedo diz que fiéis que não pagarem o dízimo terão o nome no SPC Veja aqui

Publicidade
Publicidade
O bispo Edir Macedo publicou uma postagem em seu blog para desmentir algumas notícias que diziam que o fiel que não pagar o dízimo da Igreja Universal do Reino de Deus terá o nome incluído no sistema do SPC/Serasa. O que o líder da IURD não entendeu é que essa notícia foi originalmente publicada nosite G17, que publica informações falsas como “humor”.
“ “Os dízimos e as ofertas são bíblicos e a Igreja Universal não impõe ou obriga as pessoas a fazerem suas doações,” escreve Macedo em nome da direção da IURD.”
Macedo diz então que a matéria é mentirosa e explica os motivos pelos quais seria impossível inserir o nome dos fiéis no cadastro de serviço de proteção ao crédito (SPC). “Os dízimos e as ofertas são bíblicos e a Igreja Universal não impõe ou obriga as pessoas a fazerem suas doações,” escreve Macedo em nome da direção da IURD.
Ainda de acordo com o bispo os membros da igreja não são obrigados a entregar o dízimo e as ofertas. “Tudo é feito por mera liberalidade do fiel, por sua livre e espontânea vontade, de modo que a Igreja sequer tem controle de se realmente o fiel fez alguma oferta ou não, uma vez que os envelopes, onde são entregues os dízimos e as ofertas, não têm identificação de quem está doando, tampouco do valor que se supõe que tenha sido depositado em seu interior pelo fiel.”
Por não ter esse controle e por ser algo totalmente pessoal do fiel é que a IURD não tem como colocar o nome do fiel no cadastro do SPC/Serasa. O texto ainda diz que o departamento jurídico entrará em contato com os donos dessas mídias que divulgaram essa informação falsa.
O site G17 tem o layout idêntico ao portal G1 das Organizações Globo, a diferença está no conteúdo. A redação do G17 inventa notícias sem fundamento com o intuito de fazer humor, entre as matérias inventadas estão: “Cabral venderá o Cristo Redentor para pagar dívidas”, “São Paulo pede anulação do jogo por suspeita de bola falsa”.
Mas como na internet as noticias são rapidamente copiadas, a IURD não conseguiu identificar qual o site que publicou essa inverdade primeiro, alguns blogs chegam a citar um jornal da cidade de Sorocaba como fonte deste texto.
“QUEM NÃO PAGAR DÍZIMO À IGREJA UNIVERSAL FICARÁ COM NOME SUJO
OS BISPOS DA IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS (IURD), PRESIDIDA POR EDIR MACEDO, DECIDIRAM QUE A INSTITUIÇÃO VAI CADASTRAR NO SPC/SERASA OS FIEIS QUE FICARAM COM O PAGAMENTO DO DÍZIMO EM ATRASO, NA TENTATIVA DE DIMINUIR A “INADIMPLÊNCIA”.
QUEM JÁ DEVE À IURD E QUER EVITAR ENTRAR NA LISTA NEGRA DO COMÉRCIO, PODE ENTRAR EM CONTATO COM O DEPARTAMENTO DE FINANÇAS DA IGREJA PARA RENEGOCIAR A DÍVIDA.
É POSSÍVEL PARCELAR OS VALORES COM A UTILIZAÇÃO DE CARTÃO DE CRÉDITO OU DÉBITO, A TAXA DE JUROS É DE 72% AO MÊS.
A DIREÇÃO DA IGREJA NÃO INFORMOU O NÚMERO DE DEVEDORES, MAS SE ESTIMA QUE OS MAUS PAGADORES ESTÃO CAUSANDO UM PREJUÍZO MENSAL DE QUASE R$ 1 BILHÃO. ALÉM DE FICAR COM O NOME SUJO, OS FIEIS INADIMPLENTES PODEM TER DE PAGAR MULTA E TER CONTRATO RESCINDIDO SE TROCAREM A UNIVERSAL POR OUTRA IGREJA”.


(Via Agencia)

2 Comentários:

Hugo Blank disse...

dizimo era no tempo em que os sacerdotes arrecadavam dinheiro para ajudar os pobres, não era para a igreja, essas igrejas estao distorcendo a finalidade, e colocam o dizimo nos seus bolsos e enriquecem seus (pastores).

MAURICIO GONZAGA SILVA disse...

HUGO,ACHO QUE VOCÊ DEVERIA LER A BÍBLIA.

Postar um comentário

  ©Novo Brasil - Todos os direitos reservados.

Template by Marcelo Teles | Topo